quinta-feira, 21 de maio de 2015

Outros: Fê Garay vai lançar site



O site www.fegaray.com.br será lançado na próxima terça , Maio 26.

"Esse será minha nova forma de encontrar meus fãs, parceiros e todos que me amam e ajudam. Era um sonho antigo. O resultado final ficou ótimo." disse Fe Garay.

Mercado Nacional: Molico/Nestlé contrata Saraelen e renova com Marjorie


O MOLICO/Nestlé confirmou nesta quinta-feira (21) a renovação de contrato de Marjorie e a contratação de Saraelen para a disputa da temporada 2015/16. Ambas são centrais e se juntam a Thaisa e Adenízia nesta posição. Natural de Tatuí, interior de São Paulo, Marjorie está com 22 anos e disputará sua terceira temporada com a camisa do clube. Já Saraelen tem 21 anos, é nascida em Osasco e acaba de ser convocada para a seleção brasileira sub-23, que vai disputar a Copa Pan-Americana, de 10 a 21 de junho, no Peru. Camila Brait, Dani Lins, Gabi e Suelle são as outras atletas já garantidas na equipe comandada por Luizomar.

Marjorie teve participação ativa em dois dos três campeonatos que a equipe foi campeã na temporada passada. Ela foi titular nos Jogos Abertos do Interior e jogou toda a fase de classificação do Paulista. "O MOLICO/Nestlé é um dos melhores times do Brasil e sempre está disputando títulos. É uma experiência única seguir treinando com as melhores centrais do país (Thaisa e Adenízia). Aprendo muito com elas e estou tendo chance de jogar, como no Campeonato Paulista e em outras competições, e isso está me deixando mais madura", disse a jogadora.

Ela está feliz no clube e destaca outros fatores que pesaram para a permanência. "A estrutura, a força e o apoio do patrocínio e o carinho da torcida são incomparáveis. Além disso, o Luizomar me ajuda bastante e tem paciência para ajustar o time para disputar sempre as finais das principais competições. Isso pesa bastante. Estou muito feliz e satisfeita e espero que a próxima temporada seja vitoriosa. Me sinto preparada para ajudar o time quando for preciso", finalizou Marjorie.

Saraelen não esconde a felicidade de poder atuar no clube da sua cidade e elogia suas companheiras de posição. "Sou moradora de Osasco e nunca tinha jogado na equipe da cidade. Ter essa oportunidade é motivo de muita alegria. Estou feliz também com a oportunidade de jogar junto com grandes jogadoras e campeãs olímpicas. Será uma motivação nos treinamentos e um espelho diariamente. Motivo de orgulho e inspiração. O Brasil tem grandes centrais e vou jogar ao lado de duas das melhores (Thaisa e Adenízia). Quero somar e aprender", comentou a atleta.

Antes de chegar ao MOLICO/Nestlé, a osasquense vestiu as camisas do Pinheiros e na última temporada estava no São Cristóvão Saúde/São Caetano. Seu primeiro contato com o técnico Luizomar foi na seleção juvenil, quando disputou o Sul-Americano e o Mundial da categoria. "Conviver com o Luizomar no clube será muito bom. É um treinador sempre presente e não faz diferença entre as atletas. A cobrança sempre acontece. Não importa se a jogadora é nova ou mais experiente. Na seleção tinha garotas que já estavam acostumadas e era apenas meu primeiro contato. Lá tive atenção por parte dele e evolui junto com as mais experientes. Espero que o mesmo aconteça no MOLICO/Nestlé também", concluiu Saraelen.

Mercado Nacional: Ellen anunciada no Sesi


Ellen Vilas Boas Braga chega ao time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) com muita vontade de vestir a camisa da instituição. A ponteira de 1,81m sabe da responsabilidade que tem de enfrentar ao defender o clube na temporada 2015/2016.

“O Sesi-SP está bem ajustado, é um grupo coeso e com muitas qualidades. Tenho certeza que vamos jogar para estarmos sempre nos primeiros lugares de todas as competições, temos time e isso me anima muito”, ressaltou a atleta.

Ellen atuou pelo E.C. Pinheiros até a última temporada da Superliga.

“Foi muito bom atuar pelo Pinheiros durante várias temporadas, mas chegou a hora de almejar outras coisas. Sempre gostei do Sesi-SP e tinha muita vontade de jogar aqui. Quero vestir a camisa e ter a oportunidade de jogar, vibrar e dar tudo o que tenho dentro de quadra com a garra de sempre”.

Mercado Nacional: Levantadoras confirmadas no Sesi




Com muita responsabilidade nas mãos, as levantadoras Carolina Leite e Priscila Heldes reforçam o time do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) na temporada 2015/2016 do vôlei feminino. Recém-chegadas do São Caetano e do Brasília Vôlei, as atletas sabem da missão que as esperam e se dizem ansiosas pela oportunidade.

“Estou muito feliz em poder defender a camisa do Sesi ao lado de jogadoras que são ícones no mundo do voleibol. Vejo esse grande desafio como uma oportunidade de maior amadurecimento e desenvolvimento como atleta”, comenta Carol Leite. “Tenho certeza que as jogadoras têm muita experiência para dividir comigo e com toda equipe”, completa.

Assim como sua parceira de posição, Pri Heldes também comemora a interação com as outras jogadoras e ressalta o bom momento para aprender ainda mais.

“Pra mim, que sou uma jogadora nova, é um privilégio atuar com atletas como Jaqueline. Sempre vi essa atleta pela televisão e adorava, agora vou jogar com ela. Vou aproveitar muito essa oportunidade, procurar aprender muito com ela e absorver tudo que eu puder”.

Mercado Internacional: "Casamento" entre Calderon e Molico esbarra no Krasnodar


O maior desejo do Molico/Nestlé para 2015/16 tem nome e sobrenome: Rosir Calderon. Uma das atacantes mais talentosas da era pós-Mireya e Regla Torres, a cubana mantém conversas com o time de Osasco (SP).

O possível acordo, porém, esbarra no contrato de empréstimo de Calderon com o Dínamo Krasnodar-RUS. A ponteira/oposta tem mais um ano de vínculo com os russos, o que dificulta a vinda para o José Liberatti.

Da parte de Calderon, há o interesse em jogar no Brasil, onde reeditaria com Carcaces uma parceria que deu muito certo nos tempos de seleção cubana. Por já estar adaptada ao País, a camisa 4 seria uma espécie de cicerone para Calderon.

Mas o Krasnodar não mostra muita vontade para liberar a atacante, ainda que ela tenha amargado o banco durante boa parte da temporada 2014/15. Com Fernanda Garay, Kosheleva e Sokolova de titulares, ficou difícil para Calderon jogar.

Mais recentemente, no Mundial de Clubes, a atleta fez a função de oposta. Não jogou o tempo todo, mas se saiu bem nos minutos em que teve a oportunidade de atuar. Pesa também na balança do time o fato de a camisa 12 ter passaporte russo. Ela não entra na cota de estrangeiras.

Reserva de luxo, Calderon tem o passe vinculado junto ao Volero Zurich-SUI, assim como Carcaces.

Fonte: saqueviagem.com